ALMG: Sindicato dos Jornalistas é homenageado no Plenário

A reunião contou com a presença de ex-dirigentes da entidade, profissionais da imprensa, representantes de veículos de comunicação e autoridades
Em Reunião Especial de Plenário na noite desta segunda-feira (21/9/15), a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) homenageou o Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais (SJPMG) pelos 70 anos de sua fundação. A reunião foi presidida pelo deputado Ricardo Faria (PCdoB) e contou com a presença de ex-dirigentes da entidade, profissionais da imprensa, representantes de veículos de comunicação e autoridades.Autor do requerimento da homenagem, o deputado Rogério Correia (PT) lembrou o começo de sua atuação como militante para registrar que, durante a ditadura militar, foi na Casa dos Jornalistas, sob a gestão do ex-presidente Dídimo Paiva, que foram rodados boletins de greves. “Isso mostra o espírito democrático da entidade”, exemplificou. Nesse sentido, ele citou a aprovação de projeto de lei de sua autoria que instituiu a Semana Estadual pela Liberdade de Expressão, pela Democratização dos Meios de Comunicação e pelo Direito à Informação Pública. o Presidente do sindicato Kerison Lopes, recebeu a placa comemorativa e destacou em seu pronunciamento que o momento em que se comemoram os 70 anos do sindicato é oportuno para ressaltar a responsabilidade individual e coletiva dos jornalistas na construção de uma sociedade livre e justa.
O jornalista também destacou que a homenagem coincidiu com a passagem do Dia Internacional da Paz, o que, segundo ele, deu ainda mais sentido à comemoração. “Quando a entidade foi criada, estava chegando ao fim a II Guerra Mundial”, frisou Kerison Lopes, enumerando passagens da história do sindicato, que abrigou encontros de resistência à censura, acolheu movimentos como as Diretas Já e pela liberdade sindical, entre outros. “O momento é de celebrar uma longa tradição democrática do sindicato e de reafirmar a liberdade como princípio”, pontuou o dirigente.

ALMG defende o jornalismo impulsionado pelo sindicato

Representando o presidente da ALMG, deputado Adalclever Lopes (PMDB), o deputado Ricardo Faria afirmou que “o Parlamento mineiro incentiva o jornalismo impulsionado pelo sindicato, pois trata-se de um exercício de liberdade responsável, regido por normas éticas em busca do aperfeiçoamento de nossas instituições republicanas”.
Ao mesmo tempo, afirmou o deputado, os jornalistas e sua entidade devem ter suas ações reconhecidas por meio de melhores condições de trabalho e de qualidade de vida para os profissionais. Destacando que o jornalismo ainda lida em seu cotidiano com intimidação, censura e ataques éticos à consciência de classe, o deputado destacou que a Assembleia de Minas está atenta aos fatos. Nesse sentido, foi lembrado que no dia 9 de setembro a Comissão de Direitos Humanos debateu a volência contra jornalistas, cobrando a apuração dos casos, e que no ano passado a ALMG promoveu o Ciclo de Debates “Comunicação, Regulação e Democracia”. 
Durante a solenidade, houve apresentação do quinteto de cordas Sinfônico Mineiro e também foram homenageados no Plenário os ex-presidentes do SJPMG, José Mendonça, Dídimo Paiva, Guy de Almeida e José Maria Rabelo, que relembraram momentos de sua história como profissionais do jornalismo. 

Mesa - Entre as autoridades que compuseram a mesa da solenidade, estavam os deputados federais Jô Moraes (PCdoB-MG) e Wadson Ribeiro (PCdoB-MG); os secretários de Estado de Comunicação, Marcos Gimenez, de Cultura, Angelo Oswaldo, e de Direitos Humanos, Nilmário Miranda; o prefeito de Contagem, Carlin Moura; o vereador Adriano Ventura, representando a Câmara Municipal de Belo Horizonte; o presidente da Belotur, Mauro Werkema; o diretor da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), Aloísio Martins; e a presidente da CUT-MG, Beatriz Cerqueira.

com informação da ascom da ALMG