Índios Xacriabás fecham BR 135 manifestando a PEC 215.

Centenas de índios da tribo Xacriabá fecharam na manhã desta sexta-feira(23) um trecho da BR 135 saída da cidade de São João das Missões para o município de Itacarambi. Vários índios portavam arcos e flechas com coca na cabeça e todo pintado. Eles protestaram contra a PEC 215. Que se encontra na Câmara Federal para votação.
Vários veículos não puderam seguir viagem devida o impedimento de madeiras obstruindo a passagem dos carros. A Policia Militar acompanhou de perto o protesto. Enquanto tudo estava parado, alguns índios dançavam e cantavam para protestar a questão à demarcação territorial indígena.
Enquanto os índios protestam aqui em nossa região, A Comissão Especial das Demarcações de Terras Indígenas (PEC 215/00) adiou mais uma vez a votação do substitutivo que o relator, deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR), apresentou à proposta original. A reunião prevista para esta quinta-feira (22) foi cancelada, inicialmente, por falta de plenário disponível e, depois, pelo início da Ordem do Dia do Plenário da Câmara, que obriga a paralisação dos trabalhos das comissões. Nova tentativa de votação deve ocorrer na próxima terça ou quarta-feira (28).
A polêmica de tudo isso vem se arrastando desde 2000, segundo o presidente da comissão, deputado Nilson Leitão (PSDB-MT), apontou que a matéria tramita na Câmara desde o ano 2000 e tem de ser votada. “É difícil chegar a 100% de consenso para esse tipo de matéria. O texto ainda poderá ser alterado no Plenário. O que não pode é uma matéria ficar 15 anos aqui dentro porque não agrada a todos", disse.
Já em São João das Missões os índios permanecem na expectativa, esperando até terça-feira (28) onde será votada. Pelo parecer de Serraglio, a demarcação de terras indígenas passará a ser feita por lei de iniciativa do Executivo, e não mais por decreto, como acontece hoje. Na prática, essa medida dá ao Congresso Nacional a palavra final sobre novas reservas. A proposta tem o apoio dos ruralistas, em maioria na comissão especial, e o repúdio de deputados indigenistas e ambientalistas, para quem a medida pode representar a paralisação das demarcações de terras.

Por Vailton Ferreira. Com informação da  'Agência Câmara Notícias'
                                                       índios não deixaram nenhum véiculo passar.


Comentários