TRAGÉDIA NO SUL DE MINAS, MILITAR MATA 6 PESSOAS DA MESMA FAMILIA E DEPOIS SE MATA.

JOSÉ VÍTOR CAMILO-JORNAL O TEMPO
Seis pessoas de uma mesma família foram encontradas mortas na noite desta sexta-feira (2) em uma casa localizada na zona rural de Extrema, no Sul do Estado. Um militar reformado de 53 anos assassinou a esposa, os pais dela, a enteada de 14 anos, sua filha adotiva de 12 e tirou a própria vida logo em seguida. 
De acordo com as informações iniciais repassadas por militares da 278ª Companhia do 59º Batalhão da Polícia Militar (PM), a corporação foi acionada por volta das 19h30 por vizinhos da residência, no bairro Furnas, que ouviram diversos disparos de arma de fogo. 
Assim que chegaram os policias avistaram o sogro, de 68 anos, e sua mulher, de 43, caídos já sem vida do lado de fora da casa. Ao adentrar na residência foram localizados então os corpos do militar e de sua mulher, de 36 anos.
Ainda de acordo com a PM, os corpos das duas adolescentes foram encontrados em seus respectivos quartos na casa. A perícia da Polícia Civil foi acionada e fez os levantamentos iniciais no local. A arma usada no crime, uma pistola calibre .380, foi localizada junto ao corpo do policial e foi apreendida para passar por perícia.
Conforme informações levantadas inicialmente pela polícia, o motivo do crime seria um atrito familiar. Há informações de que o policial reformado estaria tendo problemas no relacionamento com a mulher, mas não teriam chegado a se separar ainda.
Ainda conforme a PM da cidade, o militar era reformado pelo Estado de São Paulo, mas não há informações sobre em qual cidade paulista ele era lotado. Os seis corpos foram encaminhados ao Instituto Médico-Legal (IML) de Pouso Alegre, também no Sul de Minas.


Comentários