O CENÁRIO DA SECA DEVASTA PÉS DE COQUEIROS E MANGA NA ZONA RURAL DE ITACARAMBI

A estiagem que assola a região do norte de Minas tem mudado o aspecto do meio ambiente em toda a região, inclusive em Itacarambi. Precisamente na Comunidade do Fábio II, pés de coqueiros morreram nos últimos anos.  Nossa reportagem foi conferir de perto e registrou a devassa do sol quente. 
Num sitio localizado as margem da BR 135, quase a metade dos pés de coqueiros morreram devido à falta de chuva, mesmo plantada numa região úmida como sendo o Fábio II. Logo à frente, deparamos com outras árvores secas, principalmente pés de mangas. Coqueiro é uma Árvore que pode desenvolver-se numa grande variedade de solos, no entanto, os melhores rendimentos são obtidos quando esta planta se encontra em solos ligeiramente ácidos de margas e arenosas, desde que se satisfaçam as suas necessidades no que se refere ao clima e à água. Ou seja, se não chover na região por um longo tempo, ela morrerá e perderá força nas raízes. E foi isso que aconteceu. Os agricultores falaram que nunca viu uma seca dessa na região. Até a cachoeira que servia de lazer para os banhistas, secou, o rio que passava por dentro da comunidade está seco. Enfim toda a região árvores está secando, pés de mangas morreram em frente à fábrica de tomate, em Itacarambi. A prefeitura está replantando mudas de arvores que combina com o clima quente, e tem dado certo, centenas de pés de Ypês foram plantados nos canteiros da cidade.
O relato dos moradores mais antigos, esta é a pior seca já vivida na região.
Por Vailton Ferreira


Comentários