Polícia Civil prende oito suspeitos de matarem Investigador em Pirapora

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), em uma ação rápida, prendeu, na manhã desta sexta-feira (23), oito suspeitos de envolvimento na morte do Investigador de Polícia Cleomar Ataíde Vieira, de 47 anos, nessa madrugada, na delegacia de Polícia Civil em Pirapora.
Durante a madrugada desta sexta-feira (23), um dos suspeitos, conhecido de Cleomar, foi até a delegacia de Polícia Civil em Pirapora e estava conversando com ele, quando, em determinado momento, outros dois suspeitos encapuzados pularam o muro lateral da delegacia, com o objetivo de roubar armas e drogas armazenadas no local.
 Nesse momento, o Investigador, que estava armado, ao ser surpreendido pelos suspeitos, reagiu para proteger o patrimônio da delegacia, entrando em luta corporal, quando foi atingindo por disparo de arma de fogo. Diante, da atitude do policial civil, os suspeitos desistiram de efetivar a subtração dos bens e fugiram do local.
 Ao ser comunicado do fato, o delegado de plantão, juntamente à perícia criminal, estiveram no local e conseguiram identificar a pessoa que estava com o policial civil. Durante o depoimento, o suspeito confessou que teria instruído os outros suspeitos e indiciou o seu sítio, localizado na cidade de Ibiá, município limítrofe a Pirapora, onde o restante do grupo estaria escondido.
Diante da informação, cerca de 100 policiais civis de Pirapora, Curvelo, Montes Claros e Belo Horizonte, juntamente ao apoio aéreo do helicóptero da PCMG, conseguiram localizar o sítio que fica em uma região de difícil acesso, em uma mata fechada. No local, foram localizados cinco suspeitos e o carro Fiat/Palio prata utilizado durante o latrocínio. Durante a abordagem, os policiais civis receberam a informação de que outros suspeitos estariam em um carro Volksvagem/Golf azul. o veículo foi localizado próximo ao sítio, e o casal ocupante também foi preso pela participação no crime

Os oitos suspeitos foram encaminhados para a Delegacia Regional de Polícia Civil em Pirapora, onde serão autuados em flagrante. O delegado regional de Montes Claros, Jurandir Rodrigues César Filho, destacou a importância da ação do investigador. "O policial agiu de forma heroica durante uma situação adversa para o honrar o seu dever funcional e impediu que os suspeitos concluíssem o ato de levar os bens da delegacia", comentou.(ASCOM DA PC)