Policial civil baleado em Turmalina morre após sete dias internado


A assessoria de comunicação do Hospital João XXIII, em Belo Horizonte (MG), confirmou na tarde desta quarta-feira (12) a morte do policial civil Allan Ferreira Couto, de 30 anos. O policial estava internado na unidade de saúde desde o dia 6 de outubro, quando foi baleado na cabeça, durante uma operação conjunta das polícias Civil e Militar na zona rural de Turmalina, no Vale do Jequitinhonha. Ele estava internado no CTI do hospital, onde passou por cirurgia na cabeça.
O policial apurava um roubo que aconteceu na zona rural de Araçuaí. Ele, e outro policial militar, receberam informações de que os suspeitos estariam em Turmalina. Quando faziam a abordagem, houve uma troca de tiros e o escrivão Allan Ferreira foi atingido na cabeça. A vítima foi socorrida e levada em coma, inicialmente, para o hospital da cidade. Devido a gravidade do ferimento, o policial foi transferido no mesmo dia para Belo Horizonte.
P
risão

Jovem é considerado um dos suspeitos de ter praticado o crime (Foto: Polícia Civil/Divulgação)
Jovem é considerado um dos suspeitos de ter
praticado o crime (Foto: Polícia Civil/Divulgação)
Na tarde desta terça-feira (11), as polícias Civil e Militar de Araçuaí conseguiram prender um dos suspeitos, um jovem de 24 anos, de ter praticado o crime. Segundo a polícia, o rapaz já vinha sendo procurado por ser um dos autores do roubo ao carro que foi o motivo para a realização da operação envolvendo Allan Ferreira no dia 6. De acordo com as investigações, o veículo foi usado em vários roubos na região.
O grupo de policiais chegou até o rapaz após levantamentos que deram conta do seu endereço residencial, em Araçuaí. No quarto do jovem foi encontrado um revólver calibre .38, com numeração raspada, municiado com cinco cartuchos intactos, um punhal, e uma bucha de maconha.
A polícia segue em rastreamento para encontrar outros autores do crime. Segundo a polícia, enquanto as equipes faziam as buscas na casa do jovem preso, um outro indivíduo, que estava escondido em um matagal próximo da casa, fugiu. A equipe chegou a fazer rastreamento nas margens do Rio Araçuaí, mas o suspeito não foi encontrado.
O jovem foi preso e levado ao Presídio de Araçuaí, autuado em flagrante por posse ilegal de arma de fogo e também por mandado de prisão preventiva em aberto. O rapaz tem passagem por homicídio e furto. Inquérito vai apurar se o jovem realmente teve participação na morte de Allan Ferreira.(fonte g1 grande minas)

Comentários