VEJA ÚLTIMAS NOTÍCIAS VEICULADAS ATÉ AGORA NOS PRINCIPAIS JORNAIS.

Além do aumento nos valores das multas de trânsito, o Código de Trânsito Brasileiro também sofrerá mudanças a partir de amanhã. Dirigir ao celular deixará de ser infração média e passará a ser gravíssima. Estacionar irregularmente em vaga de idosos ou de pessoas com deficiência (antes infração grave), e se recusar a fazer o teste do bafômetro, que não era infração, também passarão a ser gravíssimas.
SUSPENSÃO
Atingir 20 pontos na carteira de motorista terá duras consequências. O tempo de suspensão do direito de dirigir será maior: o mínimo, que hoje é de um mês, passará a ser de 6 meses. O veículo de um motorista pego sem carteira ou com o documento cassado não será mais apreendido. O carro passará a ser retido pelos agentes de trânsito até que alguém habilitado vá buscá-lo. 
O TSE informou que o número de eleitores que não compareceram às urnas no 2º turno das eleições municipais, somado aos votos brancos e nulos, foi de aproximadamente 10,7 milhões de pessoas. Neste ano, 57 cidades tiveram 2º turno, número superior ao de 2012, quando 50 municípios passaram por uma 2ª rodada de votações. Entre uma eleição e outra, o número de eleitores que foram às urnas nessa etapa cresceu 3,97%. Segundo o TSE, o número corresponde a 32,5% dos 32,9 milhões de eleitores aptos a votar no domingo.
ABSTENÇÕES
No 2º turno das eleições municipais de 2012, o número foi menor, de 8,4 milhões (26,5% dos 31,7 milhões de eleitores). O total de abstenções no domingo foi de quase 7,1 milhões de eleitores (ou 21,6% do eleitorado). O número de votos brancos ficou em 936 mil (4,28% dos votos). Os votos nulos somaram 2,7 milhões (12,41% dos votos). Com o aumento das abstenções e dos votos brancos e nulos, o total de votos válidos no 2º turno caiu 4,5% em 2016, em relação a 2012.
O PSDB foi o partido que mais elegeu prefeitos no 2º turno das eleições municipais deste ano, segundo dados do TSE. Foram 14 prefeituras conquistadas, de um total de 19 em que o partido disputava o cargo. Já o PT, que disputava 7 prefeituras, não elegeu nenhum candidato. Em seguida, aparece o PMDB, que, elegeu 9 prefeitos de um total de 15 disputas. Já o PPS aparece em 3º lugar com 5 prefeitos eleitos. Disputava 7 prefeituras.
BH
A principal derrota do PSDB foi em Belo Horizonte, onde João Leite, que terminou à frente no 1º turno, levou a virada no 2º e perdeu a disputa para Alexandre Kalil, do PHS.
BALANÇO
Com a definição de todos os vitoriosos no 2º turno, o PMDB termina a eleição de 2016 novamente como o partido com o maior número de prefeituras no Brasil: 1.038. Em seguida aparecem, entre os partidos que mais venceram: PSDB (803 prefeituras), PSD (540), PP (492), PSB (415), PDT (335), PR (299), DEM (266), PTB (261), PT (254), PPS (122), PRB (105) e PV (103).
Multa no trânsito - com aumento de até 66% - passa ser aplicada a partir de amanhã; é o 1º reajuste no valor em 16 anos
A partir de amanhã, 1º de novembro, o valor das multas no trânsito terá reajuste de até 66% e será corrigido todo ano pela inflação acumulada no período. O valor das multas era corrigido pela extinta Ufir, indexador usado até outubro de 2000 como parâmetro para atualizar dívidas de tributo. É o 1º reajuste no valor das multas em 16 anos. As mudanças são resultado de lei sancionada pela presidente Dilma Rousseff, em maio.
CORREÇÃO
A infração gravíssima, que antes tinha multa no valor de R$ 191,54, passa a custar R$ 293,47 (aumento de 53%). As multas consideradas graves foram reajustadas de R$ 127,69 para R$ 195,23 (alta de 52%). Para infração média, o valor passa de R$ 85,13 para R$ 130,16 (reajuste de 52%). Já as infrações leves, que custavam R$ 53,20, passam a totalizar R$ 88,38 (aumento de 66%). A multa para quem for pego dirigindo embriagado ou se recusar a fazer o teste do bafômetro sobe dos atuais R$ 1.915 para R$ 2.934,70 (alta de 53%). O Denatran informou que o novo valor das multas que entra em vigor a partir de amanhã foi corrigido parcialmente pela inflação acumulada entre outubro de 2000 e abril de 2016.
Com informação das agências de notícias.