Atraso em geração de contrato prejudica início do ano letivo na rede pública do estado

O ano letivo ainda não começou em algumas escolas estaduais de Minas Gerais. Professores que participaram do processo de designação online relataram problemas para assumir suas funções na manhã desta segunda-feira (6). Segundo eles, um erro no sistema impediu a geração do Quadro Informativo, espécie de contrato de trabalho. Sem o documento, o retorno às aulas de algumas turmas do ensino básico ficou prejudicado.
“Hoje (segunda) fui até a escola e a secretaria não conseguiu fazer a minha designação. O sistema não autorizou a liberação da vaga”, contou a professora Cláudia Valadares, selecionada para uma escola estadual em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. “E esse é apenas um dos erros. Teve o pessoal que saiu em escolas que não escolheram, gente selecionada no concurso de 2011, que já venceu, e até gente que nem concurso fez, mas o nome saiu na lista”, diz.
Procurada pela reportagem de O TEMPO, a escola em questão confirmou a falha. “O sistema não está aberto para gerar o Quadro Informativo, e isso provavelmente não é só aqui”, disse um funcionário que pediu para não ser identificado. Segundo o servidor, doze professores deveriam ter sido contratados na unidade nesta segunda-feira. Todos dariam aulas para alunos do primeiro ao quinto ano do ensino fundamental. “Hoje não dá para começar (as aulas) para essas turmas. As outras do fundamental, do ensino médio e do EJA seguem normais”.
De acordo com Beatriz Cerqueira, coordenadora-geral do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE), ainda estão sendo levantadas informações sobre a quantidade de escolas afetadas por problemas na designação. Segundo ela, informações iniciais dão conta de que o impasse ocorre em vários municípios de Minas. “Está um caos. Onde tem contratação de professor regente teve problemas. O ano letivo não começou normalmente”, disse. Segundo Cerqueira, a falha já afetou escolas do Triângulo Mineiro, em cidades como Uberaba, Uberlândia e Araguari.
Em Belo Horizonte, pelo menos três escolas já confirmaram o erro ao Sind-UTE nesta segunda-feira (6). Em todas, as aulas para as turmas do primeiro ao quinto ano deverão ser iniciadas somente na próxima quarta-feira (8).
Utilizado pela primeira vez neste ano, o sistema de designação online foi alvo de crítica dos professores devido aos erros sucessivos desde a sua implantação, no fim do mês passado. Em reportagem publicada no dia 23 de janeiro, O TEMPO apontou inconsistências na lista de classificação dos candidatos, como o tempo de serviço ser maior que a idade do profissional.
Na última terça-feira (31), a Secretaria de Estado de Educação informou que revisaria, pela segunda vez, a lista publicada no dia anterior com os nomes dos selecionados. O documento foi encaminhado na sexta-feira (3) com a informação de que os escolhidos deveriam comparecer às escolas para início imediato dos trabalhos nesta segunda-feira, primeiro dia de aulas.(JORNAL O TEMPO)


Comentários