Bebê é baleado no colo do padrasto, no aglomerado em BH.

Quando a guerra do tráfico de drogas vira rotina em um lugar, a morte de um traficante parece já não assustar mais os moradores, por mais pesada que sejam as circunstâncias. Nesta terça-feira (14), no Aglomerado da Serra, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, os 22 tiros que acabaram com a vida de Davidson Antônio da Silva, 38, pareciam apenas um detalhe perto do horror no semblante de quem passava pelo local do crime e descobria a vítima inocente da criminalidade: um menino, de 1 ano e 3 meses, que estava no colo de Silva na hora do crime, foi atingido com três tiros durante a execução do padrasto.
Desde a saída da prisão, há cerca de seis meses, Silva vinha sendo ameaçado de morte. De acordo com moradores, a rua Serenata estava cheia, com as lojas do comércio funcionando normalmente quando dois homens se aproximaram da vítima, que carregava o enteado no colo e iniciaram os disparos. O crime teria sido motivado por um desentendimento do suspeito com uma gangue rival antes de ele ser preso por tráfico, em 2012. O menino foi levado para o Hospital de Pronto Socorro João XXIII, onde estava internado em estado grave até o início desta noite. Ele corre risco de vida.(JORNAL O TEMPO)