Pular para o conteúdo principal

Ex-goleiro Bruno deixa a prisão em Santa Luzia

O ex-goleiro Bruno Fernandes deixou a prisão às 19h35 desta sexta-feira (24). Acompanhado da esposa e do advogado, o ex-atleta não conversou com a imprensa. Na saída, a única frase proferida por Bruno foi "Glória a Deus por tudo".
Ele estava preso na Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (APAC) de Santa Luzia, na Grande BH. Bruno foi liberado por meio do habeas corpus de número 139.612, expedido pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello.
Bruno, que foi condenado em 8 de março de 2013, poderá recorrer da pena em liberdade. Ele foi sentenciado a 22 anos e três meses de pena pelo sequestro do filho e morte e ocultação de cadáver da ex-amante Eliza Samudio.
No texto, o ministro afirma que a prisão do goleiro, que não teve direito de recorrer ao processo em liberdade, inverte a ordem do processo-crime. O caminho coerente, segundo Marco Aurélio, deveria priorizar o princípio da não-culpabilidade, averiguando, primeiro, se Bruno foi, de fato, responsável pelo crime e, depois de confirmada a culpa, o ex-goleiro poderia ser preso para cumprir a pena. 
"A esta altura, sem culpa formada, o paciente está preso há 6 anos e 7 meses. Nada, absolutamente nada, justifica tal fato", diz o texto. A decisão ainda ressalta que o fato de o ex-atleta ser réu primário e possuir bons antecedentes, alegação da defesa de Bruno, foi "colocado em segundo plano" na análise.(jornal HD)