ITACARAMBI: CODEVASF VAI TRAZER PARA O MUNICÍPIO PROJETOS DE APICULTURA, ARTESANATO, CORTE E COSTURA E RECUPERAÇÃO DAS BACIAS DO RIO PERUAÇU.


Os técnicos da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (CODEVASF) estiveram em Itacarambi, discutindo com a Prefeita Doutora Nívea Maria a vinda de alguns projetos de grande prioridade para o município. A reunião aconteceu no prédio da EMATER. Entre os projetos estão à criação e manejo na Apicultura, artesanato, corte e costura ,e recuperação de áreas ecologicamente degradadas, capacitação e treinamento de produtores rurais no Vale do Peruaçu. Esteve também na reunião ,que aconteceu na terça-feira (07), Evandro Pereira da Silva e Dayanne Ferreira do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), prefeita Dra. Nivea, Secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Gilmar Barros, Cláudia Seixas, Coordenadora de Turismo.
Nesta, quarta-feira (08) a prefeita e comitiva estiveram visitando o Parque Nacional das Cavernas do Vale do Peruaçu, em especial a Caverna do Janelão, ela ficou abismada pela beleza do local. Disse que nunca viu uma cena maravilhosa da natureza. ‘’Para incentivar o turismo, primeiro tem que conhecer e depois divulgar, e hoje estamos conhecendo. O Brasil precisa saber desse tesouro turístico. A estrutura é belíssima’’. Disse ainda que se sentiu felizarda por comemorar nesta quarta-feira, o Dia Internacional da Mulher, visitando a Caverna do Janelão, ao lado de Claudia Seixas. Lembrando que a visita da prefeita até o Parque Peruaçu foi para mostrar à equipe da Codevasf a situação do Rio Peruaçu, que precisa ser revitalizado. Os condutores de turismo, Leydson dos Reis e Nilson Evangelista foram os responsáveis por conduzir a equipe até o parque.   
O Peruaçu, último afluente mineiro à margem esquerda do Rio São Francisco, só não secou porque está sendo alimentado pelo Ribeirão Forquilhas. Além de fornecer água a diversas comunidades, ele atravessa o fantástico complexo de grutas do Parque Nacional Cavernas do Peruaçu, sendo vital para o equilíbrio do mesmo. No entanto, há alguns outros aspectos em relação ao problema que vale mencionar. Primeiramente, os pontuais. Ou seja, os impactos e riscos que correm toda a riqueza biológica e paisagística da bacia do Rio Peruaçu. Os plantios de eucalipto e outras monoculturas não estão causando impactos somente nas águas, pois ameaçam a integridade das duas unidades de conservação, que não podem ser ilhadas.

A Codevasf é uma empresa pública vinculada ao Ministério da Integração Nacional que promove o desenvolvimento e a revitalização das bacias dos rios São Francisco, Parnaíba, Itapecuru e Mearim com a utilização sustentável dos recursos naturais e estruturação de atividades produtivas para a inclusão econômica e social. 
A empresa mobiliza investimentos públicos para a construção de obras de infraestrutura, particularmente para a implantação de projetos de irrigação e de aproveitamento racional dos recursos hídricos.
Investe também na aplicação de novas tecnologias, diversificação de culturas, recuperação de áreas ecologicamente degradadas, capacitação e treinamento de produtores rurais, além da realização de pesquisas e estudos socioeconômicos e ambientais, entre outras ações. Um trabalho que gera emprego e renda para a população residente em sua área de atuação.
No âmbito do Programa de Revitalização de Bacias Hidrográficas, a empresa realiza constantes investimentos em ações de controle de processos erosivos, esgotamento sanitário e coleta, tratamento e destinação de resíduos sólidos.
Por Vailton Ferreira.
A imagem pode conter: 7 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e área interna
A imagem pode conter: 8 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas sentadas e atividades ao ar livre
A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sentadas e área interna
A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, atividades ao ar livre
A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sentadas e área interna
                               RIO PERUAÇU QUASE SECO
                UMA SITUAÇÃO QUE DEIXA QUALQUER UM TRISTE

Comentários