Bruno se apresenta à polícia depois da decisão do STF, e é liberado

Bruno
AGÊNCIA ESTADO
O goleiro Bruno Fernandes, condenado pela morte e ocultação de cadáver de Eliza Samudio, se apresentou à polícia no fim da tarde desta terça-feira, 25, após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) revogar sua liberdade.
Ele se entregou à policia de Varginha, cidade mineira onde morava para jogar pelo time de futebol Boa Esporte, por volta das 17h50 na Delegacia Regional, no sul de Minas. Algumas pessoas o acompanharam até a delegacia, onde ele assinou uma certidão se comprometendo a se entregar.
O goleiro vai aguardar no hotel em que está hospedado na cidade o cumprimento da ordem de prisão, já que o mandado contra ele não foi expedido pela delegacia da cidade, que aguarda ainda a documentação do STF.

Por 3 a 1, a Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu na tarde desta terça-feira mandar de volta para a prisão o goleiro Bruno Fernandes, condenado a 22 anos e 3 meses de prisão pela morte e ocultação de cadáver de Eliza Samudio e pelo sequestro e cárcere privado do filho.

Comentários