Polícia vai ao BBB colher depoimentos de Marcos sobre suposta agressão

AGÊNCIA ESTADO
A Polícia do Rio informou que irá ao Big Brother Brasil (BBB 17), nesta segunda-feira (10) para colher os depoimentos dos participantes Emilly e Marcos. O objetivo é investigar se o homem agrediu a jovem, durante uma briga no último sábado (8). De acordo com a delegada Márcia Noeli, diretora da Divisão de Polícia de Atendimento à Mulher, em casos de lesão corporal, a polícia pode registrar ocorrência sem a iniciativa da vítima.
“Como no vídeo ela pede para ele parar de segurá-la porque está machucando, pode ter ocorrido uma agressão. Só em casos de ameaça, injúria e constrangimento que o procedimento só poderia ser aberto pela mulher. Nós queremos ouvi-la para saber o que aconteceu. Também vamos pedir o vídeo na íntegra à TV Globo para analisarmos as imagens ”, disse a delegada ao Estado.
O registro de ocorrência foi aberto na unidade da delegacia em Jacarepaguá, na zona oeste do Rio, que é a mais próxima do Projac, onde é gravado o reality show.
Durante a briga, o homem apontou o dedo no rosto da concorrente e a impediu de sair de perto da parede, onde os dois discutiam. Em outro momento, ele segurou a mão de Emilly e ela reagiu: "Marcos está doendo". O pedido de expulsão de Marcos do BBB por internautas ficou entre os assuntos mais falados no Twitter, neste final de semana, com mais de 30 mil tuítes.

O Estado entrou em contato com a assessoria da TV Globo sobre o assunto, mas ainda não obteve resposta.