Justiça Eleitoral cassa prefeito e vice de Mato Verde por abuso de poder econômico

A Justiça Eleitoral de Monte Azul cassou na tarde desta terça-feira (9) o mandato do prefeito de Mato Verde, Oscar Lisandro Teixeira (PDT), e do vice, Pedro Henrique Horta Freitas (PPS). Segundo a decisão, a coligação “Mudanças pra Valer” usou de abuso de poder econômico e captação ilícita de votos durante as eleições de 2016.
Na decisão, o juiz José Alexandre Marson Guidi define ainda a inelegibilidade do prefeito no período de oito anos, a partir de 2016, além do pagamento de multa.
Oscar Lisandro foi eleito com 5.659 votos, 66,44% dos votos válidos. Porém, com a cassação do cargo de prefeito e vice-prefeito, a Justiça determina a realização de novas eleições no município “visto tratar-se de nulidade que atinge mais de metade dos votos do município”.
A decisão ainda cabe recurso junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TER-MG). Segundo a defesa da coligação, houve uma má interpretação do juiz sobre o caso; a defesa afirmou que vai entrar com recurso
.
Pablo de Melo
pablo-labs@hotmail.com