Mulher é presa em Montes Claros por injúria racial contra analista de laboratório

Uma mulher foi presa na tarde desta segunda-feira (12) por injúria racial contra um analista de laboratório em Montes Claros, no Norte de Minas. O caso ocorreu dentro de uma loja de eletrodomésticos no Centro da cidade.
A vítima, André Pereira de Souza, conta que conversava com um amigo ao telefone quando foi abordado pela autora. “Eu estava mais afastado e ela chegou perto de mim já falando que não foi com minha cara, que não gostava de preto. Fiquei sem entender e perguntei o que havia dito. Ela repetiu já se direcionando às escadas da loja”.
O analista diz que seguiu a mulher até a porta da loja, onde continuou a sofrer as ofensas. A esposa de André, Poliana Oliveira Babosa, afirma que se aproximou com o filho do casal no colo para entender o que acontecia com o esposo, mas a mulher se virou com as ofensas e ainda agrediu a criança, de apenas 11 meses. “Ela continuou falando e logo acertou um tapa em meu filho. Ele chorou muito. Foi aí que a segurei para que ela não fugisse do local e acionamos a Polícia Militar”.
Militares foram ao local e conduziram as vítimas e a autora para Aisp 98, também no Centro da cidade. “Aqui ouvimos a autora, que é uma idosa, e ela afirma não se lembrar destas agressões. Ela relata que lembra da discussão, mas realmente não se lembra de ter desferido as ofensas contra as vítimas”, afirma o tenente Fernando Meira.
O tenente explica ainda que o caso será encaminhado à Polícia Civil, mas a falta de testemunhas dificultou a apuração inicial da ocorrência. “Os militares conversaram com funcionários das lojas que afirmaram não ter visto nada. Mas vamos repassar para a PC para que sejam tomadas as providências necessárias para a apuração deste caso”.(G1 GRANDE MINAS)

Comentários