Polícia Civil investiga morte de médico de 32 anos em Montes Claros

A Polícia Civil de Montes Claros investiga as causas da morte de um médico, de 32 anos. O corpo dele foi encontrado nessa segunda-feira (26), após o porteiro e moradores perceberem um mau cheiro nas proximidades do apartamento onde ele morava, no Bairro Cidade Santa Maria. De acordo com um amigo da família, o profissional trabalhava em um PSF e estava de atestado médico. O corpo de Dyeggo Públio Martins foi levado para Guanambi (BA), cidade natal do médico.
“Ele pegou atestado de três dias por conta de dengue; no celular dele há várias mensagens de pessoas perguntando sobre o estado de saúde dele. Os pais dele são de Guanambi, mas ele já morava aqui há dois anos. Não sabemos a causa da morte dele; no laudo consta ‘causa indefinida’. Acreditamos que pode ser das complicações da dengue. Ele também sofria de insônia”, explica Wantuil Coelho, amigo da família.
De acordo com a Polícia Militar, um chaveiro foi chamado para abrir a porta do apartamento; o corpo do médico estava em estado de decomposição. No local, foram recolhidas diversas seringas, agulhas e frascos de medicamentos usados. Os nomes dos remédios não foram divulgados.(g1 grande minas)