PRESO O CASAL QUE MATOU UM POLICIAL MILITAR APOSENTADO NO NORTE DE MINAS.

No início da madrugada desta quarta feira (28), foram presos,  na BR 365 o casal que matou covardemente com cinco tiros, o 2º Tenente  aposentado da Polícia Militar Juvenal Afonso Araújo de 77 anos,que morava sozinho na rua Professora Machado nº 460 Bairro Santa Rita 2. A mentora do crime, foi a sua faxineira Gabriela Pereira Oliveira de 24 anos natural de Atibaia -São Paulo, e o seu namorado Carlos Eduardo de 21 anos, natural de Montes Claros, que se conheceram em São Paulo, quando Carlos cumpria pena em um presídio por Tráfico de Drogas.
Segundo as primeiras informações apuradas ainda no momento que o militar, lutava entre a vida e a morte, o fato foi totalmente premeditado.O policial militar, teve parada cardíaca, recebendo os primeiros socorros, ainda na ambulância do Samu, socorrista e bombeiros militares, revezavam para ajudar o militar a sair do quadro de emergência e urgência e após os primeiros socorros o militar aposentado, foi conduzido para Santa Casa, mas não resistiu, vindo a óbito por volta das 00h08 desta quarta feira.
O militar conheceu a faxineira, através de um anúncio de um jornal, quando procurava alguém para fazer os serviços domésticos. A mulher muito educada, ganhou a confiança do militar, e com apenas (03) dias dentro da casa arquitetou com seu companheiro roubá-lo.
Vizinhos da vítima que estavam estarrecidos com o fato, relataram que o militar, estava nas proximidades do bairro, e ao retornar para sua casa, foi surpreendido pela mulher e seu companheiro que o agrediram.
Houve uma discussão com a mulher, momento que o seu companheiro avançou para cima do militar, entrando em luta corporal.
O militar foi alvejado com cinco tiros a queima roupa, e após efetuarem os disparos, o casal fugiu no próprio veículo Pajero de cor branca, da vítima.
Foi feito o cerco policial, em uma ação em conjunta pelo Décimo Batalhão, Cinquenta, Ger, Cia e Polícia rodoviária estadual, conseguindo deter o casal, que evadiu fuga próximo a saída  de Pirapora.
Enquanto Carlos dirigia o veículo, Gabriela de posse de um revólver 38,trocou tiro com policiais, atingindo o retrovisor de uma das viaturas do Ger.
O perito Maurício da Policia Civil, compareceu nas cenas do crime, finalizando na madrugada desta quarta feira, por volta das 00h55, o exame residuográficos no casal, a fim de detectar a presença de íons ou fragmentos metálicos de chumbo, para saber quem dos dois, fizeram os disparos a queima roupa contra o militar.
Foram feito os exames de praxes e os autores foram conduzidos para Delegacia de Plantão ficando a disposição da Justiça.
O casal ao chegarem na Sede da Polícia Civil, em nenhum momento mostrava arrependimento.

policiais militares que estavam conduzindo as diligências, após terem conhecimento da morte do irmão de farda, o clima foi de muita tristeza e indignação.(DIANA MAIA)