Ministro da Integração se reúne com Prefeitos da Área Mineira da Sudene em reunião na AMAMS

Foto: Reprodução
O ministro da Integração Nacional, Helber Barbalho, estará nessa quarta-feira, dia 5 de julho, em Montes Claros, quando se reúne com os prefeitos da Área da Mineira da Sudene no auditório da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene - AMAMS, em agenda articulada pela deputada federal Raquel Muniz.  Será a sua primeira visita ao Norte de Minas, desde que assumiu o ministério. A expectativa é dele anunciar uma série de benefícios para o Norte de Minas, como a viabilização de vários projetos e demandas. Participará da reunião também a Presidente da CODEVASF, Kênia Marcelino, que esteve em Montes Claros, no último dia 31 de Janeiro.
O presidente da AMAMS, José Reis salienta ser importante a visita do ministro ao Norte de Minas, pois permitirá conhecer a realidade da região, castigada pela seca há cinco anos consecutivos. No mês de abril a AMAMS se reuniu no Ministério da Integração Nacional, quando apresentou como demanda prioritária a retomada das obras da Barragem de Jequitai, como forma de minimizar o drama do racionamento em Montes Claros. A proposta é que a adutora a ser construída pela Copasa use as águas do rio Jequitai, antes mesmo da construção da barragem.
Ontem de manhã o presidente da AMAMS, José Reis e o secretário-executivo, Ronaldo Mota Dias, se reuniram com o prefeito de Berizal, João Carlos, o vice-prefeito Vitor Teixeira e o coordenador do movimento de Defesa do Rio Pardo, Elvio Araújo, que pediram a AMAMS que solicitasse ao ministro a atualização dos estudos sobre a Barragem de Berizal, além da inserção de recursos no Orçamento da União, para depois de cumpridas as condicionantes ambientais, serem usadas essa verba. A obra está com a galeria concluída e falta apenas o aterro do açude.
A AMAMS colheu várias demandas apresentadas pelos prefeitos do Norte de Minas e estará apresentando ao ministro, como a retomada das obras de recuperação do canal do rio Gorutuba, nos municípios de Nova Porteirinha e Janauba. O prefeito Juraci Fagundes, de Nova Porteirinha, salienta que o serviço foi iniciado e depois suspenso e com isso, ocorre um grande desperdício de água. O prefeito Reginaldo Antônio da Silva, de Jaiba, pediu a liberação de R$ 5 milhões para a limpeza e desassoreamento do canal de chamada do Projeto Jaiba, pois existe risco de comprometer a irrigação de 30 mil hectares de área irrigada e ainda o abastecimento de água para a população da cidade de Jaiba.
O município de Ibiracatu pediu a viabilização da Barragem de São Felipe, que atenderá ao município e ainda Lontra, aliviando a situação provocada pela estiagem que castiga o Norte de Minas. O presidente José Reis também atenderá aos pleitos de vários prefeitos e pedirá ao Ministério da Integração Nacional que faça o reconhecimento dos mais de 170 decretos de Situação de Emergência, feitos pelos municípios e homologados pelo Estado. Por sinal, no dia 6 de julho encerra o prazo para os prefeitos apresentarem o Formulário de Informação de Desastre (FIDE) com o relatório dos danos causados pela seca. A AMAMS pedirá ao Ministério da Integração Nacional a liberação de uma perfuratriz, a ser usada na abertura de poços que aliviem a situação das famílias  cujo abastecimento de água está comprometido.


Montes Claros, 04 de Julho de 2017.

ASCOM | AMAMS

Postagens mais visitadas deste blog

Cidade Itacarambi esta de luto, morreu Jasmim Seixas

FALECEU EM MONTES CLAROS JASMIM SEIXAS, DEPOIS DE FICAR INTERNADA VÁRIAS SEMANAS.

Jovem morre após atropelar pedestre e cair de motocicleta em Itacarambi.