domingo, 30 de julho de 2017

SINDICATO DOS PRODUTORES RURAIS DE ITACARAMBI RECEBE ESCRITURA DE DOAÇÃO DO TERRENO DAS MÃOS DA PREFEITURA

O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Itacarambi teve uma surpresa na noite deste domingo(30), quando comemorava o Dia do Trabalhador Rural, quando a Prefeita Dra. Nívea Maria chegou ao evento com um documento em mãos. Era a ESCRITURA DE DOAÇÃO do terreno do Sindicato que estava esperando há muitos anos.
A prefeita que estava acompanhada dos vereadores, Fernandão do Som, Dimas Brasileiro, Buguinha e Bertão da Telemar, do vice-prefeito ,Wilson Luiz e do Secretário de Administração Wendel Almeida, aproximaram até José Luiz, presidente do Sindicato e anunciou que a prefeitura estaria ali para anunciar que estava entregando em mãos a Escritura definitiva de doação do terreno. Zé Luiz ficou contente e anunciou para todos os associados. ’’Acabamos de vencer uma luta’. Falou o presidente.
A prefeita fez questão de entregar o documento, falando para mais de trezentas pessoas que a escritura de doação está entregue e que o terreno doado pela prefeitura está agora legalizado por lei. Depois dos eventos, o cantor Santana do Candeal animou a festa tocando um forró animado. 
Entenda o caso

Em 2012, o então ex-prefeito Rudimar Barbosa tinha doado o terreno para o Sindicato dos trabalhadores Rurais de Itacarambi, construir a sede própria. Passando dois anos, o sindicato resolveu começar as obras através de mutirão, mas não conseguiu ir adiante porque o outro gestor, assim que assumiu a prefeitura resolveu embargar a obra alegando que o termo de doação, não valia mais, porque já tinha passado os dois anos, tempo que deveria ter construído o prédio do sindicato.
Uma luta foi travada entre os trabalhadores rurais e a gestão anterior, o presidente José Luiz resolveu sair às ruas com carro de som, alegando que o prefeito estaria com perseguição, usando uma forma de derrubar o projeto que já se encontrava em pé, a reinvindicação  acabou indo parar na justiça. Finalmente o sindicato acabou tendo autorização para construir o prédio. Mas o documento que legalizava a construção definitiva do imóvel não estava regularizado. Segundo o presidente do sindicato, na época em que estava construindo o muro, um trator da prefeitura chegou ao local e derrubou tudo, a mando do prefeito, para ele isso foi um ato inaceitável, porque naquele momento, o serviço estava sendo realizado por pessoas associados e que trabalhavam voluntariamente.
Enfim, conseguiu construir o prédio próprio mesmo sem condições financeiras, mas com ajuda dos associados o prédio está funcionando, mas precisa o acabamento como instalação de piso, construção de salas para atender com mais conforto os associados. Daqui para frente o sindicato está regularizado e sem perseguição. Informou Zé Luiz.
Por Vailton Ferreira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

POSTAGEM EM DESTAQUE

Alunos da Creche Gente Inocente retornam às aulas após 15 dias do ataque em Janaúba

Os alunos da Creche Gente Inocente, incendiada pelo vigia  Damião Soares dos Santos , retornaram às aulas na manhã desta quinta-feira (19...