MESMO SEM OS REPASSES FINANCEIROS DO GOVERNO DE MINAS, ITACARAMBI CONTINUA DRIBLANDO A CRISE.

A dívida do governo de Minas Gerais com as prefeituras de Minas ultrapassa os R$ 5 bilhões, o que está deixando as cidades em situação crítica, segundo a Associação Mineira de Municípios (AMM).
Somente para o município de Itacarambi, o calote do governo do estado ultrapassa os dois milhões de reais. Mesmo assim a prefeita Nívea Maria continua a trabalhar, trazendo o progresso para o município. O pagamento do funcionalismo nunca atrasou, desde o inicio da gestão. Todos os serviços nas áreas da Saúde, Educação, serviços e obras, Assistência Social estão trabalhando com força, sem deixar de cumprir os serviços essenciais. Merenda escolar, remédios, assistência medica, educação com capacitação de professores, operação tapa-buracos, renovação das frotas de veículos, manutenção das estradas vicinais das comunidades rurais, abastecimento de água para a zona rural, pavimentação de ruas e outros trabalhos, estão sendo realizados no município, com 1 e cinco meses de gestão.
A prefeita Nívea Maria e equipe dos secretariados têm feito milagres para realizar um trabalho promissor. Imagina se esses dois milhões de reais que o Governo do Estado está devendo para Itacarambi, o município estaria melhor ainda?
Segundo a Associação Mineira dos Municípios, a parte do IPVA que é, por lei, das prefeituras, não foi repassada em janeiro. São R$ 758 milhões. Um pedaço da fatia do ICMS de 2017, que também deveria ir direto para o caixa dos municípios, está na mesma situação. O governo de Minas recebeu e não repassou para as cidades: são R$ 200 milhões.
A gestão atual, ‘’UNIÃO, TRABALHO E TRANSPARÊNCIA’’ sabe trabalhar, e continua com intuito de melhorar ainda mais, porque este é o compromisso em deixar a população assistida, com melhor qualidade de vida. As verbas parlamentares têm ajudado muito, mas mesmo assim não consegue suprir todas as necessidades.
Itacarambi é um município que tem uma nova gestão muito transparente no que investe o dinheiro que chega aos cofres públicos, tem seu destino certo, investir o possível nas obras, folha de pagamento, saúde, educação e demais setores.
Os prefeitos afirmam que o setor que mais sofre com a dívida é a saúde. Dos quase R$ 5 bilhões – mais precisamente R$ 4,7 bilhões – que o governo de Minas já deveria ter repassado para os municípios, quase R$ 4 bilhões seriam destinados a atendimento médico para a população.
os 18 mil moradores do município de Itacarambi, são pessoas que precisam desses repasses, a saúde poderia melhorar ainda, com mais médicos e especialistas, mesmo assim a nova Gestão vem renovando e trazendo novidades nos atendimentos dos pacientes, criando formas, para não deixar a população desassistidas, colocando médicos de plantão nos finais de semanas e feriados prolongados, dando assim, uma assistências melhor para o paciente.
Em fevereiro, quatrocentos prefeitos estiveram na Cidade Administrativa, mas não foram recebidos pelo governador. No encontro, estipularam uma tolerância para os repasses serem feitos. Mesmo assim, o Governador continua retendo os cinco bilhões de reais.
A Associação Mineira de Municípios disse que a dívida de ICMS relativa a 2017 se refere a juros e correções dos atrasos. Sobre o prazo para quitação do débito do IPVA, a associação afirmou que os prefeitos não concordaram com o prazo de 90 dias e queriam o pagamento em 45 dias, prazo que já venceu.
Enfim, ainda não se sabe até quando este massacre vai continuar já Itacarambi, continua driblando a crise, com milagre, porque tem uma Gestão competente e uma equipe que sabe trabalhar.

Por VAilton Ferreira
ITACARAMBI CONTINUA TRABALHANDO, INVESTINDO NAS ÁREAS SOCIAIS
























Comentários

NOTÍCIAS EM DESTAQUE DA SEMANA

Criança morre afogada após moto cair em canal do Projeto Jaíba

ITACARAMBI: Prefeitura abre as inscrições para processo seletivo na área da saúde

ITACARAMBI CADASTRA APROXIMADAMENTE 100 PACIENTES PARA O MUTIRÃO DE CIRURGIA DE CATARATA

SEBRAE COM PARCERIA DA PREFEITURA PROMOVEM WORKSHOP WORLD CAFÉ PARA OS REPRESENTANTES DO COMTUR DE ITACARAMBI.