Secretária de Educação fala na Câmara de Itacarambi sobre a questão da interdição do prédio do CAIC


A secretária Municipal de Educação de Itacarambi, Zilene Seixas, foi na manhã desta quarta-feira (14/11) até a Câmara Municipal para relatar na sessão ordinária desta quarta, a prestar informações sobre a interdição do prédio do CAIC. Lembrando que a secretária foi a Câmara por espontânea vontade, porque a pauta da sessão era sobre a situação do CAIC.
O vereador e presidente da Casa, Emerson Barbosa, abriu a palavra para que Zilene pudesse expor todos os problemas do prédio. A secretária falou que há muito tempo o prédio vinha dando problema, com rachaduras e corrosão nos pilares de sustentação, e problema na instalação elétrica. Falou ainda, que nas últimas gestões, a quantidade de alunos era de 834, quando assumiu a pasta de secretária em 2017, tinha matriculado na Escola Municipal Adélia Seixas, 536 alunos. Pelas contas já dá para perceber, que ela perdeu a média de 80 alunos ao ano.
Informou, sobre a questão dos gestores, que trabalharam na direção da escola. Frisou ainda que neste ano, contratou Marinaldo, para dirigir a escola, um profissional com vasta experiência, e que sabe trabalhar em planejamento, e foi o que mais observou a questão do prédio do CAIC.
Disse que em meado de 2011, o prédio passou por uma pintura, com tintas doadas pela iniciativa privada, mas a pintura não ficou boa, porque depois de algum tempo, as paredes ficaram todas sujas e pichadas, um ambiente escuro. Qual foi a primeira preocupação, vamos dá uma clareada nisso tudo, vamos fazer um investimento com recurso próprio no valor de 50 mil reais, investindo também na parte elétrica, estavam muito comprometidas. Somente neste ano de 2018, compramos 250 lâmpadas, mas não resolveu em nada porque a parte elétrica estava toda comprometida.
Disse também, que nesta pequena reforma, foram identificados fatores preocupantes, e em conversa com alguns servidores, inclusive com as ex-diretoras, fizeram alguns relatos sobre alguns vazamentos, que não sabem de onde vem que tem três pilares no refeitório quebrados. No final disse que o Corpo de Bombeiros, ao fazer uma vistoria, constatou que o prédio estava comprometido, principalmente a parte elétrica podo em risco a integridade física dos alunos e dos funcionários, como também, a vistoria da equipe de engenheiros da prefeitura, que identificaram situações de riscos iminentes.
Em seguida, o vereador José de Horácio, no uso da palavra, disse que já sabia que o prédio do CAIC vinha tendo esses problemas, principalmente na caixa d’água, onde se rompeu um cano e que o vazamento estava indo para um lugar ignorado. Cobrou ainda da Secretaria de Educação, que contratasse um profissional para fazer uma pericia particular. Porque os engenheiros da prefeitura por ser funcionário contratado poderia dá talvez um teor não positivo na questão do laudo pericial. Já o presidente da Casa, frisou que há uma possibilidade de pedi ao Poder Judiciário, um perito, para que venha fazer uma pericia, isentando por total o que a prefeitura fez com os engenheiros. Falou também que a Pericia do Corpo de Bombeiros, tem mais prioridade na questão de incêndio, o certo seria mesmo um perito particular.
O vereador Buguinha, também foi categórico e recebeu a palavra dos colegas como uma forma de validar a situação da estrutura do prédio do CAIC.
A secretária Zilene, disse que já tem uma audiência marcada para breve, que poderá saber com mais detalhes, como ficará o futuro do CAIC e sonha que o local possa ser reformado com o retorno dos alunos da Escola Adélia Seixas. No final da sessão, o presidente da Câmara deu-se por encerrado o trabalho legislativo.
Por Vailton Ferreira












Comentários

NOTÍCIAS EM DESTAQUE DA SEMANA

Troca no Comando do 30º Batalhão da PM em Januária, assume o Ten-Cel. Rubens Pereira

ITACARAMBI: Prefeitura abre as inscrições para processo seletivo na área da saúde

ITACARAMBI CADASTRA APROXIMADAMENTE 100 PACIENTES PARA O MUTIRÃO DE CIRURGIA DE CATARATA

Volta às aulas na rede municipal de ensino de Itacarambi

Temporal com granizo derruba telhados, árvores e muros em Porteirinha